917. O legado de um mito

21/05/2020 / 03:00 — Categoria: Motorosport


Primeira Porsche a ganhar Le Mans em 1970. Ganhou de novo em 1971. Ganhou a série CanAm em 1972. Acabou com a série CanAm em 1973 quando ganhou todas as corridas!...

Primeiro quero agradecer ao Eytan pela oportunidade de escrever sobre um carro pelo qual sou apaixonado desde criança, devido a meu pai ter trabalhado na Bosch e frequentar muito a Bosch e a Porsche na Alemanha nos anos 60.

Difícil escrever sobre um mito.

Hoje em dia todos sabem muito sobre a Porsche 917.

Primeira Porsche a ganhar Le Mans em 1970. Ganhou de novo em 1971. Ganhou a série CanAm em 1972. Acabou com a série CanAm em 1973 quando ganhou todas as corridas!...

Isso todo mundo sabe, então a missão é realmente difícil.

Pesquisando nos meus livros sobre a 917, achei um prefácio escrito por Hanz Mezger, nada menos que o criador do fantástico motor 12 cilindros opostos da 917, para o livro oficial dos 50 anos da Porsche 917.

Achei que era um texto incrível e novo, pouco conhecido e que passa o ponto de vista de quem estava profundamente envolvido no desenvolvimento do mito.

Meu texto não é uma tradução literal do texto de Mezger. Fiz algumas observações pessoais para ilustrar melhor os exemplos, sem jamais contudo mudar o sentido do texto original. Espero que gostem e que traga novidades ao conhecimento dos amigos.

Le Mans 1970 Porsche 917
Le Mans 1970

O LEGADO DE UM MITO

Talvez não exista na história dos carros de corrida, um carro que desperte tanta paixão, reconhecimento e admiração como a Porsche 917. E isso não só de apaixonados por carros, mas também de Faculdades, Escolas, Associações de Engenheiros e Designers de todo o mundo. Quando a Porsche 917 foi apresentada à imprensa e ao mundo, no salão de Genebra, em 12 de março de 1969, ela foi a “Estrela do Show”, segundo o autor Karl Ludvigsen.

Durante um ano inteiro, a 917 havia sido desenvolvida sob ordens de expresso sigilo por parte da Porsche. E assim em sigilo, ela permaneceu. Nada foi divulgado, em momento algum do projeto. Desta forma, toda a atenção da imprensa e do público no salão de Genebra, recaiu sobre a 917.

Este projeto, e o motor Turbo para a Fórmula Um, são os dois projetos que mais me trazem alegria quando lembro da minha vida profissional. Nos dois casos nos tornamos campeões mundiais.

A 917 conquistou a primeira das 19 vitórias da Porsche nas 24 Horas de Le Mans, em 1970. E foi exatamente para isto que ela foi criada. Uma vitória na mais dura e famosa corrida de 24 horas, contava tanto quanto o título do campeonato mundial de carros esporte. A corrida de 1970 foi a 20ª participação da Porsche na prova, e coube a Ferry Porsche, a honra de dar a famosa bandeirada de largada às 16 horas do sábado 13 de junho de 1970. Um grande momento! E maior ainda, 24 horas depois, quando Hans Herrmann e Richard Attwood venceram a prova no carro número 23, chassis 0023, e Gerard Laroussecom Willi Kauhsen chegaram em segundo lugar no carro número 3, chassis 0043, com uma das versões das famosas pinturas “hippie”, na combinação verde e azul.

Primeira vitória e primeira “dobradinha” para a Porsche em Le Mans!

Em 1971, a FIA mudou o regulamento e acabou com os motores de 5 litros. Com isso a 917 não correria mais em 1972 no Mundial de Marcas. Isto nos levou naturalmente a olhar para a muito popular Série CanAm nos EUA, o maior mercado mundial da Porsche.

Na série CanAm não havia qualquer limitação para os motores e em julho de 1971, a versão turbo já funcionava na 917/10. Faltavam dez necessários meses para a estreia em Mosport Park no Canadá. O aumento de potência não seria problema para o forte motor da 917. Mas sabíamos, que a maneira como o turbo funcionaria, seria decisiva para nosso sucesso na CanAm.

A instalação de uma válvula de alívio resolveu os problemas de super alimentação e pressão excessiva dos turbos. Agora tudo funcionava a contento, e a durabilidade do motor estava garantida.

Uma semana antes da primeira corrida de 1972, a equipe Penske com Mark Donohueao volante bate o recorde da pista de Mosport em dois segundos. O recorde anterior era de um carro de Formula Um. A tecnologia da válvula de alívio se comprovava. A Porsche 917 dominou a CanAm. Em 1972 ganhou 6 de nove corridas com a 917/10 e em 1973 ganhou as oito corridas do campeonato com a 917/10 e a 917/30!

Em 2005, a Porsche trouxe 917/30, chassis 917/30-002 para o Porsche Racing Day em Interlagos.

Porsche se tornou uma referência em motores turbo comprimidos. Nas últimas décadas os motores turbo tiveram grandes avanços e deram enorme colaboração, inclusive, na proteção ao meio ambiente. Neste sentido, fizemos História.

Na Porsche, carros de corrida e carros de rua sempre andaram de mãos dadas. Ferry Porsche dizia: “Nós investimos em carros de corridas, para podermos construir os melhores carros esporte para as ruas”. Esta frase continua atual até hoje dentro da Porsche.

Nesta linha, a Porsche desenvolveu o 911 Carrera Turbo RSR 2.1. O carro correu regularmente o mundial na classe Protótipos, e a cada corrida suas características foram melhoradas. Finalmente, no Salão de Paris de 1974, a Porsche lança o Porsche Turbo de série. Ele se torna um outro marco na história da Porsche.

Nos anos seguintes, o aprendizado obtido nas 917 turbo, foi transferido para as 935, 936, 956 e a 962. Além disso, entrou na década de 80 num dos maiores projetos da história da Porsche: o motor TAG-Porsche para a equipe Mc Laren de Fórmula Um. Foi o motor de maior sucesso da era Turbo, ganhando três títulos mundiais de pilotos e dois de construtores. Nada disso teria acontecido sem o conhecimento prévio adquirido nas 917.

Em 1976, nas comemorações dos 100 anos do motor quatro tempos do ciclo Otto, o famosíssimo engenheiro Eberan von Eberhost, colaborador de Ferdinand Porsche na Auto Union, e de Ferry Porsche ainda em Gmund na Áustria, classificou o motor turbo da 917/30, com 1.100 hp na pista e 1.300hp no dinamômetro, como o maior exemplo de desenvolvimento do motor a explosão para automóveis. Em 1997, cinquenta dos maiores jornalistas automotivos do mundo, elegeram a Porsche 917, numa eleição promovida pela revista inglesa Motor Sports, “O Maior Carro de Corridas de Todos os Tempos”.

Quase exatamente cinquenta anos depois do seu lançamento, a Porsche 917 chassis 001, foi reapresentada ao público, após uma restauração meticulosa de um ano. Isto me alegrou muito, assim como a exposição dos cinquenta anos da 917 no museu da Porsche.

Definitivamente, a Porsche 917, é um marco único na história da Porsche e do automobilismo mundial.

youtubeinstagramfacebook